APAE Limeira

apae@apaelimeira.org.br

(19) 3404-1569

apae@apaelimeira.org

(19) 3404-1569

CAMPANHA ALERTA PARA OS PERIGOS DO ÁLCOOL NA GRAVIDEZ

Quanto uma mulher pode beber de álcool durante a gravidez? Nada! Zero! É esta a reposta dos especialistas, uma vez que não há mais dúvidas sobre os efeitos do álcool para os bebês.

A Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) é considerada a pior das consequências relacionadas ao consumo de álcool na gestação, mas há ainda outros transtornos ligados ao álcool na gravidez, que somados, estima-se que afetem cerca de 40 mil crianças por ano no mundo.

Além de aumentar os riscos das crianças nascerem com problemas no desenvolvimento e deficiência mental, o álcool ingerido na gravidez pode provocar aborto, nascimento prematuro, mal formações nos ossos e nos órgãos como rins, fígado e até no coração.

Déficit de atenção, dificuldades para se concentrar, hiperatividade ou problemas de relacionamento também estão ligados aos problemas relacionados à ingestão de álcool na gravidez.

E o acesso a este tipo de informações é fundamental para evitar danos irreversíveis aos bebês. Por isso, a equipe de prevenção da APAE Limeira realiza mais um ano, a campanha de prevenção sobre os perigos das bebidas alcoólicas na gravidez.

Entre os dias 26 e 30 de maio, o assunto estará em evidência com cartazes, folders e discussões sobre o tema em vários locais como hospitais, postos de saúde, universidades, entre outros.

”Pretendemos sempre com essa campanha alertar o maior número de pessoas possível sobre o perigo do álcool na gestação e principalmente informar que hoje, ele é a principal causa ambiental de Deficiência Intelectual e essa causa, todos nós podemos prevenir, é uma questão de consciência”, diz Luciana Benedeti Lavoura – coordenadora da Equipe de Prevenção APAE / Limeira.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Outras notícias