APAE Limeira

apae@apaelimeira.org.br

(19) 3404-1569

apae@apaelimeira.org

(19) 3404-1569

EQUOTERAPIA GANHA BARRACÃO E PROJETO É AMPLIADO

Na manhã desta sexta-feira (dia 19), a  Apae ( Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Limeira realizou uma cerimônia para inaugurar um barracão de 600m2 onde acontece o Projeto de Equoterapia que é um dos atendimentos terapêuticos oferecidos aos usuários com deficiência intelectual grave. As aulas são realizadas no sítio mantido pela entidade na zona rural há cerca de um ano, quando o trabalho teve início com o apoio do Instituto João e Belinha Ometto.

Neste ano, o projeto ganhou reforço e financiamento do CMDCA- Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Limeira. E a meta é aumentar em 50% os atendimentos. No entanto, não havia um local apropriado para que os profissionais trabalhassem a terapia, mas agora, por intermédio da parceria com a empresa Mendes Estruturas Metálicas, o barracão foi construído e as aulas não terão mais que acontecer debaixo de sol forte ou serem interrompidas quando chovia. “Nossa empresa já ajudava a Apae com doações, mas nos sensibilizamos com uma visita ao sítio onde pudemos confirmar as dificuldades dos professores e dos alunos”, afirmou o proprietário da empresa, Orlando Roberto Mendes.

Os investimentos de aproximadamente R$ 80 mil já estão trazendo resultados positivos aos 30 alunos que participam do Projeto. Em 2014, eram apenas 15.

“Pouco a pouco, e com importantes parcerias como essa, junto à empresa Mendes, estamos conseguindo melhorar os atendimentos e por consequência, trazer bem estar e qualidade de vida para nossas crianças. Somos muito gratos a essas iniciativas”, disse Fernando Matos, gerente geral da Apae.

EQUOTERAPIA

A equoterapia é uma prática que se utiliza do cavalo para alcançar ganhos físicos e psíquicos. A atividade exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio.

A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, os cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolvem, ainda, novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima.

Na Apae, o trabalho é desenvolvido por uma equipe multidisciplinar que passa constantemente por capacitações.  “Para oferecer um serviço de qualidade são necessários investimentos constantes em pessoal e material e neste sentido, o apoio do CMDCA e da iniciativa privada estão sendo fundamentais e irão permitir uma ampliação e aprimoramento do trabalho”, explicou a coordenadora Ana Paula Marini.

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Outras notícias